Topo
Roblog

Roblog

Categorias

Histórico

Esse robô ainda vai arrumar a bagunça da sua casa

UOL Tecnologia

11/11/2018 14h11


Robôs da Preferred Networks arrumam a casa para você

Uma empresa japonesa criou o robô que você estava esperando ser inventado: ele arruma sua casa sem reclamar ou dar aquela desculpa do "depois eu faço". Além disso, também entende se você pedir em voz alta para que ele apanhe seus chinelos ou apontar os calçados.

"Este sistema é o primeiro de seu tipo que pode arrumar e limpar automaticamente um quarto desordenado, algo que tem sido difícil de alcançar usando robôs convencionais", comentou a Prefered Networks (PFN), companhia que desenvolveu o robô.

Para demonstrar como a tecnologia funciona, os pesquisadores da PFN publicaram vídeos no YouTube que mostram o robô em ação.

 

VEJA MAIS:

As imagens estão aceleradas porque as máquinas ainda fazem tudo lentamente. Ainda assim, os movimentos dos robôs podem ser capazes de gerar ondas de prazer em adultos preguiçosos.

Robôs da Preferred Networks arrumam a casa para você

Dois robôs percorrem um quarto repleto de coisas espalhadas pelo chão. Roupas, copos, canetas e sacolas plásticas. Como cada um deles é equipado com um braço mecânico que possui algo similar a uma garra, pegam os itens e os levam até os lugares onde deveriam estar. Brinquedos são guardados em um baú, enquanto roupas são colocadas em um cesto.

Para criar o robô, os cientistas da PFN usaram um sistema de automação da Toyota, além de usar técnicas de inteligência artificial e processamento de imagem.

Como resultado, o robô é capaz de:

  • coletar objetos e colocá-los em seus lugares com rapidez e precisão;
  • planejar seus movimentos;
  • seguir instruções humanas;

Um dos trunfos do robô é a um sistema de visão que lhe confere o poder de identificar o objeto em sua frente, qual sua localização atual e onde ele deve ser colocado. Outro dos vídeos divulgados pela PFN mostra isso.

A tecnologia embutida na máquina enquadra os objetos espalhados pelo chão em um quadrilátero com bordas vermelhas para que sejam categorizados. A partir daí, o robô decide qual é a melhor forma de apanhá-lo, já que podem ter tamanhos e formas distintas.

 

VEJA MAIS:

Segundo a PFN, é mais fácil desenhar robôs industriais já que suas ações são repetitivas. "Robôs pessoais precisam lidar com uma grande variedade de itens no ambiente doméstico enquanto respondem facilmente a situações dinâmicas e complexas."

Por isso, o robô também é capaz de receber instruções verbais ou por meio de gestos.

Apresentado em uma feira japonesa em outubro, o robô da PFN não tem data para chegar ao mercado.

Sobre o Blog

O Roblog é a casa dos robôs mais fofos, descolados e curiosos desse mundão doido. É produzido pela equipe do UOL Tecnologia.