Topo
Roblog

Roblog

Categorias

Histórico

Cortadores de grama robôs estão matando porcos-espinhos na Europa

Márcio Padrão

29/09/2018 04h00

Grzegorz Michalowski/EFE

Você teria um robô capaz de matar uma coisa tão fofa?

Seu parente que viajou aos EUA já deve ter comprado um aspirador de pó robô, daqueles redondinhos que deslizam pelo chão varrendo e sugando a sujeira. Mas um produto similar é o cortador de grama robô, que é pouco comum no Brasil e também nos EUA mas um grande negócio na Europa. Pena que eles estão matando bichinhos.

Segundo uma reportagem da revista "Wired", esses aparelhos estão atacando hedgehogs, um tipo de porco-espinho pequeno que inspirou o herói Sonic dos videogames.

Erika Heller, uma ativista de longa data de defesa dos hedgehogs da Igelstation Winterthur, organização sem fins lucrativos suíça, estima que quase metade dos ouriços trazidos para o grupo durante os últimos dois anos foram feridos por cortadores de grama desse tipo.

Essas lesões incluem amputação de membros, barrigas cortadas ou até mesmo escalpelamento. E isso não inclui os que foram mortos imediatamente. "Os que morreram não vemos, porque não são trazidos para cá", detalhe Erika.

Esses robôs vêm equipados com sensores básicos que os impedem de atropelar ou colidir com objetos maiores, como pedras ou árvores, mas muitas vezes ignoram coisas menores, como os porcos-espinhos. Para saber se o cortador pode vir a ser letal, os grupos de defesa dos bichos testam com maçãs e repolhos em gramados. Os cortadores que realizavam cortes nos alimentos com mais de cinco centímetros de altura eram os mais perigosos, porque eram grandes o suficiente para atingir jovens hedgehogs.

A Husqvarna, maior fabricante dessas máquinas de cortar relva, disse à "Wired" que está trabalhando em maneiras de manter os bichos a salvo. Margaretha Finnstedt, diretora de relações públicas da empresa, disse que o número de feridos é baixo, mas que "qualquer número é muito grande".

 

Sobre o Blog

O Roblog é a casa dos robôs mais fofos, descolados e curiosos desse mundão doido. É produzido pela equipe do UOL Tecnologia.